quinta-feira, 30 de agosto de 2007

De Espanha nem bom vento, nem bom casamento... nem bons roedores!!!

Praga de roedores está a chegar de Espanha a Portugal

Uma praga de ratos do campo que há várias semanas afecta centenas de municípios espanhóis chegou já a povoações de Zamora próximo da fronteira com Trás-os-Montes, onde o único obstáculo é actualmente o Rio Douro.

A informação foi avançada hoje pela União de Pequenos Agricultores de Zamora (UPA) que em comunicado refere que o problema dos roedores deixou de ser um problema apenas da comunidade de Castela e Leão para se converter «num problema internacional».

A UPA refere que já foram detectados roedores nas povoações da comarca de Aliste, limítrofes com Portugal (Quintanilha, Bragança), faltando-lhes pouco para chegar a terrenos portugueses.
Estima-se que entre 400 e 750 milhões de roedores tenham afectado já milhares de hectares de pelo menos 621 municípios espanhóis, continuando a sobreviver apesar de fortes campanhas de combate lançadas pelas autoridades e pelos agricultores.

Nas últimas semanas o debate sobre como combater o problema tem-se alargado, com as autoridades a defenderem o uso de veneno, os agricultores a optarem por queimadas ou armadilhas e os ecologistas a alertarem para o perigo do veneno.

Agricultores chegam a encontrar e a matar três a quatro mil roedores por dia, que depois enterram ou queimam com cal.

A praga já trouxe outra, a de moscas verdes que se alimentam das carcaças dos roedores e que também já se começaram a fazer sentir em grande número.

Igualmente preocupante é o aumento do número de casos de tularémia, uma doença conhecida como a «febre do coelho» e causada pela bactéria Francisella tularensis.

Tipicamente rural, a doença é normalmente encontrada em roedores, coelhos e lebres, podendo ser transmitida ao homem e a outros animais.

A Junta da comunidade de Castela e Leão confirmou já 42 novos casos na última semana, elevando para mais de 200 o número de afectados desde o inicio do ano - comparativamente a apenas seis no ano passado.

Oficialmente a doença não está a ser directamente vinculada com os roedores, mas as autoridades não descartaram essa relação.

2 comentários:

Gary Freedman disse...

Pray for the soul of Leona Helmsley.

Anónimo disse...

Technology really has become one with our daily lives, and I am fairly certain that we have passed the point of no return in our relationship with technology.


I don't mean this in a bad way, of course! Ethical concerns aside... I just hope that as technology further develops, the possibility of transferring our brains onto a digital medium becomes a true reality. It's one of the things I really wish I could encounter in my lifetime.


(Posted on Nintendo DS running [url=http://knol.google.com/k/anonymous/-/9v7ff0hnkzef/1]R4 SDHC[/url] DS NetSurf)