quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Mais um negócio "Obscuro"???

O edil da nossa mui nobre cidade, o Eng. Mesquita Machado, prepara-se para criar uma nova sociedade anónima, com os empreiteiros do costume, onde a Câmara Municipal terá uma participação minoritária, para a esta poderem ser atribuídas as obras de grande vulto que se avizinham na nossa cidade...
Uma forma de a Câmara, tornear a questão do endividamento das autarquias dirá o nosso edil, eu não sei não,... um negócio de milhões, com betão pelo meio... cheira-me a esturro... para não dizer mais nada...

5 comentários:

Anónimo disse...

Caso o Sr. Presidente não saiba, não me parece que haja sequer o recurso a metade da capacidade de endividamento da CMB envolvido na única obra que requereu o uso dessa mesma capacidade, o estádio.
Existe um livrinho que explica isso, foi publicado há pouco tempo e deu que falar.
Agora se quiser usar um argumento para expressar o seu descontentamento, certamente será mais apreciado.

Saudações Cordiais

Fernando Pessoa disse...

Julgo que se foi editado um livrinho podia ter-nos dado o prazer de o conhecer. O último grande estudo que conheço, [http://dn.sapo.pt/2007/06/27/cidades/74_camaras_meios_para_pagar_dividas.html] fala em banca rota para muitas câmaras.

cito:

"A crise que atravessa o sector autárquico reflecte-se ainda na falta de liquidez global de 980 milhões de euros, que atinge 299 das 307 autarquias analisadas."

Ao que sei e li na altura a câmara de Braga até nem padecia muito deste mal.
O certo é que não nos podemos esquecer que é a 5ª câmara do país com o maior volume de dívidas (ou empréstimos).

Falemos com dados concretos e argumentos factuais de ambos os lados.

Saudações cordiais.

Anónimo disse...

Sr. Fernando Pessoa

O livrinho era esse mesmo. Mas acho que para bom entendedor, meia-palavra basta, assumi logo que se o Sr. Presidente falasse de um assunto, recorresse às fontes credíveis que existem sobre o mesmo e não a "boatos".
Julgo pelo que me lembro que a Câmara de Braga seria a melhor posicionada das grandes Câmaras do país, e seria a 5ª apenas porque recorreu a um empréstimo para construir o estádio.
Obviamente que se não recorresse a esse empréstimo estaria neste momento no "pódio" por assim dizer.
Claro que se podem usar todo o tipo de argumentações para dizer mal, mas ao menos que sejam argumentações e não especulações.
Era de esperar que de um político viessem mais do que "fofocas", e daí talvez não .......

Saudações Cordiais, amigo Fernando Pessoa

Fernando Pessoa disse...

Não estamos a falar de uns tostões,a câmara de braga tem uma divida acumulada de cerca de 100 milhões de euros. não podemos esquecer isto. O que disse o estudo é que a liquidez (rácio entre a receita e a despesa)da câmara de braga era saudável.ao contrário de muitas pelo país. não podemos é pensar que nos podemos endividar infinatamente e depois quem vier que resolva o problema. ou quem continuar neste caso. e sei que quem coordenou este estudo ao contrário do que disse o major, é uma pessoa seríssima e um excelente técnico.
só discuto com argumentos. não com especulações, daí ter vindo dar a minha opinião sobre isto.

saudações cordiais

Anónimo disse...

Concerteza que não se deve desprezar o número "100 milhões". Porém, o que quis acentuar foi que, esse passivo provêm apenas de um empréstimo para uma obra específica, logo parece-me algo pensado, não se trata de um passivo que existe por descuido na gestão camarária, continuado. Do género do da C.M.L.

Saudações Cordiais