terça-feira, 9 de outubro de 2007

Camurcinas em jogo de computador.



Nunca antes a puta havia sido tão armada...


Estreia total, por volta do Natal.

Até a puta da barraca vai abanar...




11 comentários:

Fernando Pessoa disse...

o homem está vivo...eu não sei não mas quem não me conhecer pode ter a certeza de que sou eu aquele gajo...ali...(o 1º da 1ª linha á direita)...este artista é sempre um artista..e não havia necessidade de pôr palavrões...

Fernando Pessoa disse...

porque é que o artista principal está de camisa AZUL? :) será que não tem outra?

Anónimo disse...

E porque é que o Pinheiro está magrinho :)

O Poeta Morto disse...

Muito bem! Mas falta uma pessoa... o gajo de quem mais vezes falamos.

P.s. faltam-me as sobrancelhas

Zé Baptista disse...

Qual gajo é que falta, o caralho?

É que tenho medo de me estar a esquecer de algum.

Se se lembrarem de alguém avisem.

Presidente disse...

quem são os interpetes afinal????

Fernando Pessoa disse...

ó baptita quantos aviões faltam?

Zé Baptista disse...

Devem faltar para aí uns onze.

O Poeta Morto disse...

Era mesmo o caralho! figura incontornável de qualquer serão dos camurcinas. Esse e a carroça, autocarro de serviço que muitas vezes nos faz chegar a casa.

Pai Natal disse...

Agora sim aprecem gajos bons!!!!!!!!!! Grande pinta, o caralho!!!!
Quem?! Gordo eu!!!???

Pai Natal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.