quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

quem és tu miúda?

[646]




aos ANO MIMOS (quem não gosta de mimos?)

14 comentários:

Fernando Pessoa disse...

isto de esta música passar nas novelas da TVI, e ter de me fazer gostar de as ver, vai ter de acabar...

ladybird disse...

Toda a gente gosta de mimos!

Fernando Pessoa disse...

a pergunta merece ser repetida,

quem és tu miúda(s)?

Fernando Pessoa disse...

"há certos momentos em que eu acho,
que não passas de um golpe baixo,
a fantasia de um pobre coração..."

estes gajos são demais!

ladybird disse...

"...
Sou aquela que passa e ninguém vê…
Sou a que chamam triste sem o ser…
Sou a que chora sem saber porquê…

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!"

Florbela Espanca - Livro de Mágoas

Fernando Pessoa disse...

"Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços..."

florbela espanca no seu melhor...

El Salib disse...

Eu não consigo resistir a citar Almeida...

Este inferno de amar - como eu amo!-
Quem mo pôs n'alma... quem foi?
Esta cham que alenta e consome,
Que é a vida - e que a vida destrói-
Como é que se veio a atear,
Quando - ai quando se há de ela apagar?

Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonh talvez... - foi um sonho -
Em que paz tão seran a dromi!
Oh! que doce era aquele sonhar...
Quem me veio, ai de mim! desperatar?

Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... dava o Sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela? eu que fiz? - Não no sei;
Mas nessa hora a viver comecei...

Almeida Garrett - Este Inferno de Amar

Anónimo disse...

"quem és tu miuda?"
sou eu, anónima...
é tao bom ser mimada :)

butterfly disse...

as novelas da TVi rulam!! :)

não leio e tão pco escrevo poesia, portanto não deveria comentar aqui..vou destoar de certeza! eh eh eh

mas gostaria de garantir que a "miúda" nunca se faria passar por anónima!!! :)

ladybird disse...

"E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti..."

Quem anda aí? disse...

Anónimo disse...

"quem és tu miuda?"
sou eu, anónima...
é tao bom ser mimada :)

Cheira-me a recado... só não sei é para quem.

nina disse...

que gira música esta não conhecia, nem da novela da tvi...........a que eles apresentaram no natal é que não tinha grande piada..pai natal portaste-te mal...

dando seguimento ao ultimo comentário fazes bem seres sonhador e acreditar nas pessoas pois só elas nos proporcionam a verdadeira felicidade..
mencinei os principes e princesas porque no dito livro num momento meio inesperado o principe apareçe!

Anónimo disse...

deixo uma sugestão para "quem és tu miuda"..

"Olho para tudo e tudo me faz chorar
Deixas-me mudo já não posso mais falar
Sei que estás confusa mas isso é normal
Para mim és uma musa, alguém muito especial
Já não te vejo há um dia para mim pareceu-me um mês
Já te disse o que sentia agora é a tua vez
Deixa-me voar quero sair daqui
Quero estar no teu lugar queria-te ter só a ti

Em ti estou seguro daqui não vou sair
Nem que atravesse o muro com o risco de cair
Não me largues mais eu não te quero perder
Tens de voltar ao cais que eu sem ti não sei viver
Já senti a plenitude não importa o que tinha feito
Eras a minha virtude nunca foste o meu defeito
Digo-te o que sinto não pareces entender
É verdade eu não minto tenho mesmo que te ver

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu já não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe que eu não consigo andar
Quero estar contigo teu mundo é meu lugar
Acabaram-se as palavras que saíam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços já são três já te estou a sentir

Não te quero enganar sentia-me tão bem
Quero-te olhar eu sem ti não sou ninguém
Podes prender-me em ti podes voltar a gostar
Diz-me o que é que fiz que eu tento mudar
Não suporto ver-te assim tu sentes-te culpada
Ponho a culpa em mim acho que foste pressionada
Tenta perceber não te sintas mal
Tenho que dizer que tudo em ti é especial
Uma pagina rasgada e arrancada pelo vento
Não penso em mais nada não me sais do pensamento
Estás em todo o lado nas paredes e no mar
Não quero ficar parado não te quero largar
Passa a noite e o dia sem que os sinta a passar
Tudo o que eu queria era o tempo a parar
Ficava sozinho talvez a pensar demais
Mas talvez é um caminho para atingir meus ideais

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu ja não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe que eu não consigo andar
Quero estar contigo o teu mundo é meu lugar
Acabaram-se as palavras que saíam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços já são três já te estou a sentir (...)"

assim, através desta musica de duarte rosado, chamada de Leva-me contigo, posso ser uma miuda banal assim uma "musa divinal"..

LDS disse...

E de gajas? Ninguém fala?

Meninos ...