domingo, 20 de janeiro de 2008

Selecções de Manuel Cross: Sobre a Tolerância


Sob os dias do século vinte e um, levita o vil e inefável espectro da (i)materialização do terrorismo. Assim, alucinados por um fanatismo ideológico e resguardados por uma covardia inesgotável apertam cada vez mais o trágico nó ao laço avulso que é a vida humana.




Por isso, pensando na historicidade filosófica, sempre pronta a desvelar as respostas mais condignas para os problemas mais insolúveis, sugiro um pensamento de um excelso escritor/ensaísta/romancista/satírico (mais do que propriamente filósofo) que ecoa desde o século das luzes até hoje:



"O direito de intolerância é, pois um absurdo e bárbaro: é o direito dos tigres, e é bem horrível; porque os tigres matam para comer e nós andamos a exterminar-nos por causa de parágrafos."





François-Marie Arouet, vulgoVoltaire (1694-1778)

1 comentário:

Espelho Laranja disse...

Mortos os vírus, o http://espelholaranja.blogspot.com está de volta. É só espreitar. Ele precisa da ajuda de todos os bloggers. Contribui para a discussão.