sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Forever Young


dedicado a...

...todos os camurcinas
Aos anos 80 (geração 70 para o andy, late 70´s verdade seja dita)
À geração Tom Sawyer
Ao bocas, tsubasa, dartacão, ao verão azul, e aos heróis de shaulin
Ás fisgas, ao pião, aos berlindes e ao bate-o-pé
À inexistência de responsabilidade
Ao tempo em que se tinha tempo
Ao primeiro beijo
Aos grupos de jovens, escuteiros e ás amizades que daí ainda perduram
Às brincadeiras de rua, á escola de real e ás reguadas do Prof. Dinis
às noitadas com os amigos em discussões na procura incessante pelo conhecimento profundo daquele ser que é a mulher
Ao evoluir desse conhecimento
À percepção que quanto mais tempo passa menos as percebemos…
ás “curtes”, ás grandes paixões e ao único amor (para quem já o encontrou)
ás noites em san xenxo, geres, caminha e Baiona
à pomba branca
ás guitarradas no bom Jesus
ás borracheiras de 2ª a sábado no B.A.
aos finos a 100 escudos
aos capotamentos daí resultantes
aos nossos êxitos cinematográficos (calor de perdição e capa vermelha)
às tertúlias na adega transmontana, lugar de devaneios, ideias e insultos
ao “palanalto”

camurças, desculpem mas sei bem que muitos momentos ficaram por lembrar... puxem da memoria e "botainde" tudo cá para fora

19 comentários:

el fernando d. sebastião disse...

a esta hora....pouco tenho pouco a dizer...foste quase perfeito..~.


faltou o carro na ramada :)

um grande abraço a ti e à puta da vida que levamos...

juro que faltou pouco para começar a desancar nas mulheres ;)

Fernando Pessoa disse...

sorry...this is too much

isto é a fina flor...a partir de hoje este artista tem a responsabilidade de admnistrador...

Fernando Pessoa disse...

agora pergunta inocente ou nao...

onde estavam as mulheres no meio de tanta inspiração?

Fernando Pessoa disse...

a pomba branca inclui os calçoes em baixo quando entramos no parque de campismo ;) ?

agradeço que não comentem estas idiossincrasias.

Fernando Pessoa disse...

é que eu próprio me tornei um mito nesse acampamento....

O Poeta Morto disse...

nesse acampamento fomos todos alem das nosssas capacidades...

El Salib disse...

Quase que me caia uma lágrima...

O Poeta Morto disse...

mas por te lembrares da tua esplendorosa actuação da pomba branca, ou pelo post?

El Salib disse...

Pelo post;
Pela actuação da pomba branca;
Pelos camurcinas;
Pelas bebedeiras:
Pelos devaneios;
Por tudo;
E de riso!

RSM disse...

em dia de greve um post destes merece aplausos...

Andy disse...

Ao "a p*t* da cerveja está estragada"
Ao "tenho aqui vinho de meu pai"
Ao "o dia tá a nascer"
Ao "vamos apanhar a camioneta para a povoa"
...
Ai saudade saudade

Fernando Pessoa disse...

lágrima...sem dúvida que não há mulher que consiga destruir toda esta força, toda esta união, toda esta simbiose...

meu amigo...palmas...muitas palmas...

Companhia das Camurcinas disse...

eu nao sei o que dizer depois de tanta inspiração!! acho que deviamos mandar tudo para o car... lho e tentar, mas só tentar, conseguir reunir tantas e boas recordações que ajudaram a construir este grupo de amigos que ás vezes se tentam armar em parvos... e o problema é que conseguem mesmo...

:)

O Poeta Morto disse...

direito de resposta "inocente" ao 3º comentario.

...na net, que essas ao menos são certinhas.

este pensamento conclusivo tem direitos de autor, mas ele nao se deve importar que o use aqui

Fernando Pessoa disse...

exacto...nem mais...essas ao menos são certinhas..

Companhia das Camurcinas disse...

vou aqui deixar mais algumas...

"e se eu me atirar.. alguem me vai buscar?! é que eu nao sei nadar..."

"tens 5 minutos para estar la fora, se nao parto os vidros ao carro"

"ai, ai que eu morro..."

"sr. agente tenho aqui um individuo quase a tentar insultar-me"

Fernando Pessoa disse...

e ainda as botijas de gás que se estragam sozinhas, e os gajos que acordam tipo sirenes que não se calam...

mais o "ai que me sai a bilis..."

:)

Pai Natal disse...

Só tenho uma adjectivo: GOSTEI, ou... será... um verbo!!!
Caríssimos é isto, esta união e alegria que quero recordar e comemorar na grande festa de Maio.

Fernando Pessoa disse...

ha festa em maio e ninguem me convidou?!!

;)

é o dia de todas as recordações por excelencia, até às 8 da noite, depois desa hora la se foi a memória...