terça-feira, 8 de abril de 2008

Acerca de Saramago

Este post vem na sequência do post anterior do Fernando Pessoa.

Durante muito tempo resisti à leitura de Saramago. Talvez porque o primeiro contacto com as suas letras não tenha sido o mais agradável, ele dêu-se através do livro "Todos os Nomes" que, sinceramente, não me havia impressionado pela positiva. Achei o livro muito "fechado" pelo que inúmeras vezes me transportava para uma sensação de claustrofobia. Talvez fosse essa a intenção do autor mas, o que é certo, é que se tornou numa leitura um tanto difícil de "mastigar".

Aqui à uns dias, voltei ao autor. Desta vez, lancei-me à descoberta de "Memorial do Convento".

Obrigado Saramago pelo banquete de palavras... Fabuloso!

Encontrei também um sentido de humor apuradíssimo que desconhecia no autor.

2 comentários:

Mestre Moé Lá disse...

Nunca li nada dele, mas fiquei com curiosidade. Vou ver se leio.

Fernando Pessoa disse...

a propósito do que disseste fui verificar o que já tinha lido do autor,
e cheguei à conclusão que depois disto,

memorial do convento; o ano da morte de ruicardo reis; jangada de pedra (já existe uma adaptação ao cinema que ainda não vi); história do cerco de lisboa; evangelho segundo jesus cristo; ensaio sobre a cegueira; todos os nomes; a caverna; o homem duplicado; ensaio sobre a lucidez; as intermitências da morte; pequenas memórias, (12?)

ainda me faltam ler alguns livros :)

foi o autor que li mais livros.