quinta-feira, 5 de junho de 2008

O bom, o mau e o "labreca"!

A algumas horas de começar mais uma grande competição futebolística internacional, na qual Portugal está inserido e até é figura de cartaz, é importante reflectirmos sobre alguns detalhes (no essencial, um detalhe, como iremos ver mais à frente) que infelizmente toldam a minha visão fría e racional sobre o futuro percurso da selecção, sem contudo, pôr em causa a minha esperança no sucesso das quinas. Pois, tal como confirmava Santo Agostinho intellige ut credas, crede ut intelligas, pensa para crer, crê para pensar, em suma, a razão fortalece a crença. proponho-vos então o mesmo, pensem antes de desfraldar as bandeiras embriagados pela mais pura e pulsante paixão .

Desta forma, antes de iniciar a legitima crítica, ao futuro sucesso da selecção, gostaria de fazer duas ou três notas;

Em primeiro lugar, criticar a selecção não retira um grama de patriotismo, nem paixão, a quem naturalmente se propõe a esse exercício;

Em segundo lugar, todas as notas ulteriores revestem-se de maior legitimidade por serem feitas antes do acontecimentos que se seguirão no Euro;

Em terceiro lugar, a selecção não é um clube (ao contrário da infeliz iniciativa levada a cabo em parceria entre a Federação Portuguesa de Futebol e, espantem-se, o BES!?).

Eis que chega então, mais uma vez, o momento de nos deleitarmos com mais uma presença da selecção nacional num "palco europeu de elite" (perdoem-me o chavão, mas a minha costela de Nuno luz falou mais alto!). No entanto, apesar de termos uma excelente selecção e o melhor jogador do mundo, continuamos com um guarda-redes medíocre e a carecer de um líder, em campo entenda-se!


Quanto a Ricardo, as suas insuficiências são notórias, nomeadamente: A notória falta de liderança (vejam-se as vezes com que grita irritado com os colegas, sem contudo lhes garantir respeito ou admiração) a já lendária falta de timing nos cantos e bolas altas/cruzadas (chega a ser patética a forma como Ricardo se faz ás bolas altas sem as conseguir agarrar, e em alguns casos até, apenas tocar!)

Por último é insultuosa a forma como Scolari o beatificou como guarda-redes permanente, em detrimento de Quim (este ano, indiscutivelmente e unanimemente o melhor guarda-redes português! Friso, unanimemente!). Tal facto apenas fragiliza o próprio Ricardo face aos colegas, retirando-lhe autoridade, tão necessária numa posição de comando como é a de guarda-redes. por último, poderia ainda fazer um trocadilho muito fácil com a alcunha de Ricardo, "Labreca", substituindo-a propositadamente por "Labrego!", mas não me presto a tão vil baixeza sob o risco de me chamarem tendencioso!

Termino, confirmando a minha natural esperança no sucesso da nossa selecção (que tão bem aufere por cada vitória na competição) receando contudo, a falta de um verdadeiro líder, capaz de motivar, comandar, repreender, elogiar, partilhar e exigir o máximo dos seus colegas na selecção. As outras selecções têm-nos, e nós?

Força Portugal!

4 comentários:

Fernando Pessoa disse...

caro amigo,

primeiro deixe-me dar-lhe os parabéns :) pelo post e pelo aniversário (as maravilhas do hi5).

depois concordar com esse argumento recalcado desde 2003, ricardo nunca esteve na frente de niguém para a baliza da selecção. se em 2004 estava baía á sua frente, a partir daí era a vez do quim assumir esse lugar.


eu também acho que devemos acreditar, mas a verdade é que o trajecto desta selecção no apuramento não foi famoso, e não há mostras de melhorias. eu acredito porque estarão as forças extra-tácticas a funcionar a nosso favor (o apoio dos emigrantes e da nossa senhora do caravaggio) mais o psicólogo scolari.

tenho dito (e já foi demais)

mais uma vez, um grande abraço e hoje bebe uma botelha pela malta.

Zé Baptista disse...

Parabéns artista.

Vais ver que esta fase da adolescência é "bué da fixe". Eu entrei nela há três meses e estou maravilhado! Já nem me pedem o B.I. nos salões de jogos.

RSM disse...

Parabéns! Ui adolescência... eu fiz 18 anitos em abril, coisa recente, lembro-me bem o que isso é :)

Onun Ras Al Gull disse...

Obrigados! Especialmente pelo facto de já ter feito anos há um mês atrás. mesmo assim, obrigados!