sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Meu querido, mês de Agosto

Prometi a mim mesmo que iria em Agosto intervir mais neste blog, assim não poderia deixar de neste primeiro dia expressar a minha admiração, quem sabe talvez inveja, por todos aqueles que no dia de hoje iniciam duas das tarefas mais aliciantes e ao mesmo  tempo reconfortantes para o ser humano, o òcio e a preguiça. Espero que a minha próxima semana de martírio passe depressa, (será que acredito realmente nisso) e possa em breve juntar-me a este exército de mandreões e inúteis que infestam a nossas praias, esplanadas e centros comerciais e sonhar que quando voltar ao trabalho as coisas serão melhores e os problemas não existirão. Resta-me desejar boas férias a todos e esperar que alguém em breve o faça a mim.






2 comentários:

O Poeta Morto disse...

obrigado :)
vou mandar cumprimentos teus lá pelo estrangeiro. quando for a tua vez de "mandriares, cá te esperamos para irmos todos juntos não fazer nada de papo para o ar.

Fernando Pessoa disse...

quando estiver lá em veneza vou-me lembrar de ti, nas praias, cheias de gente, de merendeiro, com garrafão de vinho, e os emigrantes aos berros...

abraço e boas férias para ti...