sexta-feira, 14 de agosto de 2009

surdinas

[1739]

esta noite tive um sonho muito presente. resultado de uma morte pouco ortodoxa, mantinha-me no mundo como um vivo, tal como uma alma penada, vagueando um pouco por entre a gente indiferente (não é caso muito diferente em vida).
.
o resultado é um sono descompensador. trabalhar assim neste estado é difícil.
.
suponho que esteja presente no meu sub-consciente as palavras de imre kertész, baseadas no trabalho de tradução de wittgenstein. o negativismo, a aceitação da leveza da transposição imaterial, da passagem a outro estado menos tangível.
.
ou então é ainda resultado de umas férias muito boas, e o corpo está a ressacar de um bom período descanso...
.

3 comentários:

Teté disse...

Não conheço a obra desse escritor, mas pelo que entendi não deve ser especialmente animadora e edificante. Em férias, não leria de certeza! Mas folgo em saber que as tuas foram descansadas (com este ou outros livros na mala)...

Beijinhos!

paletadesonhos disse...

o tema é interessante , depende da forma da sua abordagem ...
o recomeço após ferias é difícil , tb o sinto

Popper disse...

O tema é interessantissimo pra c******. Mas tá bem.