sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

cinenimação

[627]

dizer que é um filme extraordinário e merecedor de vários elogios é pouco. este será provavelmente o filme do ano. por isso, só visto. poucas palavras podem melhorar a imagem que têm dele. é ir ver. vale mesmo o tempo investido.
.

nomeado para 7 óscares da academia
.
deixem as novelas em casa e vão este fim-de-semana a um cinema. vejam estas maravilhas. não tenho muitas palavras para isto. vão. vão.

22 comentários:

O Poeta Morto disse...

como diz um dos nossos camurcinas: só tenho um "adjectivo", gostei!

muito bom mesmo, grande filme!

Para algumas pessoas verem e reflectirem o que falsas acusações podem fazer...

ladybird disse...

Eu vou.

Fernando Pessoa disse...

tudo se resume à procura da definição de amor...

ou a procura do amor perfeito...

e nas palavras, como na tela, podem existir forças inexplicáveis.

Fernando Pessoa disse...

"que idade tensde ter para saber distinguir o bem do mal?"

butterfly disse...

eu também vou.

O Poeta Morto disse...

há pessoas com 20 e muitos anos que ainda nao sabem... daí o meu comment...

Vêm as coisas de uma janela sem perceberem o que viram.

Fernando Pessoa disse...

e lá....bocas? bocas? bocas?

quem anda aí amigo?

tens razão. eu falei de uma das melhores frases do filme...a par do "come...come back to me..."

ah! puta da guerra...

Anónimo disse...

Eu tb vou, mas só se arranjar companhia.

E quem sou eu agora?

Vou ensinar-vos para que serve o Shift (ops chibei-me... juro que foi a única vez que comentei como anónimo. Shame on me!)

O Poeta Morto disse...

a mandar bocas dessas vai ser dificil arranjares companhia por aqui. somos todos blogers muito sérios que desprezam anónimos... ou não

mas se fores uma gaja mesmo, mesmo, mesmo, mas mesmo boa, aí eu posso ir ver o filme outra vez...

aqui um anónimo que escreve um comment leva com a culpas de tudo o que apareceu antes por anónimos.

já se aposta esquerdos e direitos para saber quem é o verdadeiro...

Teté disse...

Bom, não sei se será este fim de semana, mas este está na minha lista de filmes a ver prioritariamente.

De qualquer forma, obrigada pela dica! ;)

tonsdeazul disse...

Eu ainda não fui, mas sei que o vou ver. Quem sabe se não é já num destes próximos dias...

Anónimo disse...

poeta morto.. não sou o anónimo (sou um outro entre os que já apareceram) e não sou uma gaja mesmo mesmo mesmo mas mesmo boa, mas gostava novamente de ir ver o filme (talvez porque tenha adorado) !!
será que mesmo assim queres ir ver o filme cmg.. outra vez??!
Comentários à parte ou digamos antes bocas à parte.. "expiação" é um excelente filme, inteiramente recomendável a todos os que gostam de cinema, a todos os que dão valor ao verdadeiro sentimento dos sentimentos e também aos que não dão, aos que ainda não encontraram o amor verdadeiro, aos que já encontraram, aos que estão a descoberta dele mas, principalmente, trata-se de um filme recomendável a todos nós: seres humanos, que maioritariamente das vezes olhamos para as coisas como os burros, com palas nos olhos, apenas vendo o que a nossa mente quer interpretar sem ponderar outras possíveis situações para o que observamos.. por isso vão ver o filme, e vibrem com a intensidade de sentimentos e emoções que ao longo dele vão surgindo!

Ps: aproveito para dizer que é a primeira vez que faço um comentário neste vosso blog ;).. acho que vou aparecer mais vezes por cá!

Fernando Pessoa disse...

caro anónimo (parte 3)

bem vindo...

só uma pergunta,

não és boa, ou não és gaja? não percebi muito bem...

Fernando Pessoa disse...

e o filme sim, serve para quem anda com as palas...e mais serve também para quem as tirou há muito...

Anónimo disse...

caro fernando pessoa..o verdadeiro ou mais um dos seus heterónimos??

vou esclarecer a tua duvida: sou gaja, so nao sou boa..

e concordo contigo, o filme também serve para quem tirou as palas à muito..

Fernando Pessoa disse...

tu (você) é que dizes...eu só perguntei por não ter percebido pelas tuas palavras...anyway...

quem escreveu aquilo tudo (incluindo heterónimos) foi a mesma pessoa, com estados de espírito diferentes. eu também noto diferentes vontades de escrever, ou pelo menos vontades de escrever com temas diferentes conforme a neura do mês.

(será que preciso de psiquiatra?)

mas a minha poesia não é muito apreciada pelos anónimos ;)

Anónimo disse...

aquilo dos heterónimos era uma tentativa de piada da minha parte.. ate porque gosto do poeta e deixa-me dizer-te que foi um pseudónimo bem escolhido ;)

e "fernando pessoa", para mim não foi apenas a mesma pessoa com varios estados de espirito.. foram sim varias pessoas que figuravam a mesma forma fisica.. que utilizavam este objecto chamado corpo para expressar o que lhes ia na alma..

"fernando pessoa" era apenas o meio de que eles se serviam!! é apenas um diferente ponto de vista ;)

quanto à tua poesia, como ja referi em outro comment, gostei do facto de teres dedicado aos anomimos =)

Fernando Pessoa disse...

suponho que deve ser por isso que eu agrado a tanta gente :)

deve ser por ter tantas pessoas dentro de mim...

Anónimo disse...

Muitas pessoas dentro de ti e uma humildade arrebatadora.

P.S. - Sou ainda outro anónimo, por favor não bater.

O Poeta Morto disse...

é uma das caracteristicas dos camurcinas. humildes além de simpaticos, inteligentes, bem humorados, bons conversadores, ainda melhores ouvintes, cavalheiros, confiantes, ricos de espirito, pobres de carteira, sonhadores, criativos, bonitos, sexys, bons, e acima de tudo tremendamente modestos :)...

Fernando Pessoa disse...

ainda vou agradecer todos os dias ter criado este blog

;)

os anónimos são todos porreiros, eu não bato em ninguém..já agora a parte da humildade era ironia? é que por acaso sou mesmo bastante humilde.

anyway, deve haver quem vá agradecer mais que eu ter criado o blog...

continua a aparecer por ai...

nina disse...

aproveitei o sabado e fui ver o filme Expiação..adorei..achei arrebatador, o amor, a guerra mas sobretudo a honestidade ou a falta dela..
obrigada pela sugestão e os vossos comentários que me fizeram estar atenta a alguns momentos do filme..