segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

considerandos

[577]

o luiz pacheco morreu.
.
vi um excelente documentário sobre o helberto hélder (o poeta obscuro).
.
o braga definitivamente não quer chegar ao terceiro lugar, como eu previ.
.
e imaginei o ministro da saúde a embirrar com o das finanças e o sócrates como bom treinador, substituiu-os.
.
de resto, o barril de petróleo tornou-se uma prostituta de luxo (100 dólares?).

11 comentários:

Teté disse...

É resumo do fim de semana?

Por mim, diria apenas: morreu um homem livre!

Fernando Pessoa disse...

não conheço a obra.

mas acho que muito poucos passam uma vida de privações por não venderem os princípios.

RSM disse...

Querer nao é igual de poder... porque não quer afinal o Braga chegar ao 3º lugar?

Fernando Pessoa disse...

se calhar porque não ganha os jogos que deveria...

RSM disse...

Daí a não querer ganha-los... porque não quer o 3º lugar...

Andy disse...

Excelente documentário ontem à noite em memória a luiz pacheco no canal 2, com destaque à cidade de braga onde passeava um paneleirote, segundo obra de luiz pacheco

Andy disse...

"...deliciosas sandes de merda." - tradução por luiz pacheco do dicionário filosófico - voltaire.
a palavra merda seria para substituir posteriormente :)

Fernando Pessoa disse...

esse não vi...mas foi o luiz pacheco que editou as obras do herberto helder.

o herberto não dá uma entrevista desde 1968!

apenas participou numa curta metragem em 1969 e depois desapareceu de vez. vive com 600 euros por mês, e já recusou prémios. o prémio pessoa vale qualquer coisa como 35.000 euros!

são ambos demasiado fora do sistema.

Fernando Pessoa disse...

ah!

o que eu previ é que o braga chegará ao terceiro lugar...e ainda acredito, mas enerva o desaproveitamento...

RSM disse...

Ah!

assim está bem está!!!
já te fizeste sócio?

Fernando Pessoa disse...

vou tratar disso esta semana...

e vou comprar o lugar anual (meio-anual :)