terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Não, ao novo acordo ortográfico...pô!


No outro dia, à conversa com um professor de Português perguntei em jeito de provocação:

-Então e o novo acordo ortográfico?

Notei imediatamente um certo desconforto tácito face à questão. Por isso decidi amenizar a situação recorrendo á velha chalaça:

-Bom! Até existem algumas vantagens em escrever "fato" em vez de "facto" nomeadamente, o FACTO de assim os "pobres" dos autores brasileiros poderem vender mais alguns milhares de livros do Paulo Coelho no mercado português, sem necessitarem de ser devidamente traduzidos ou adaptados á nobre língua de Camões.

Depois da tentativa de blague, o meu colega de Português sussurrou sardonicamente:
-Sabes que mais, eu não vou obedecer ao acordo. Até porque uma língua deve evoluir naturalmente e não por decreto de lei.

Naturalmente aliviado, complementei a mesma ideia heroicamente:

-Olha, eu também não. Eu, também não!

16 comentários:

El Salib disse...

E assim se fala em bom Português.

Fernando Pessoa disse...

nunca acompanhei muito a evolução da tendência para a harmonização universal da nossa língua, isso ajudaria de certa forma a torná~la mais mundial.

mas pergunto,

porque não teriam de ser os brasileiros a escrever "FACTO" em vez de "FATO"?

tonsdeazul disse...

Eu também não vou obedecer.
Acho tão mais bonito escrever "facto", "dialecto", "contacto"...
E até estou "estupefacta" com este novo acordo!!

Fernando Pessoa disse...

era escusada essa foto Ó ONUN!

ladybird disse...

Serei eu a única pessoa preocupada em saber como vamos distinguir o "facto" do "fato" que se veste?!

Ou vamos também passar a chamar-lhe "terno"?!

Não gosto. Pronto. Tenho dito. :)

Anónimo disse...

coloquei exactamente a mesma questão: porque é que somos nós que temos de alterar o nosso português e não os brasileiros? o nosso é muito mais bonito com estes truques todos de "facto" e "fato".. como diz alguem é a lingua de camões!!


e se acham que a lingua portuguesa é traiçoeira, porque é mesmo,como vai ser de agora em diante??

teremos mesmo de aderir a esta "nova moda"?? humm??

O Poeta Morto disse...

acho que "facto" fica como está, já o "c" é pronunciado. Tenho ideia que só onde não se lê é que desaparece. digo eu

PontoGi disse...

Estou ctgo. Recuso-me.

nina disse...

coitado do paulo coelho ganhou novos adereços..os livros dele são um bocado sono...tirando o 11 minutos....

Fernando Pessoa disse...

nina, (ora aí está um anónimo identificado :)

o 11 minutos é o pior deles todos...mas eu sou um bocado dado a sonhador...

nina disse...

sempre n dá tanto sono..não me digas que acreditas em principes encatados, no teu caso princesas......

Pai Natal disse...

Acreditar no "c" no meio do fato, ou o que dentro dele pode estar!!! acredito mais nos principes, como no Pai Natal!!!!

Pai Natal disse...

E nos tigres acreditam??? ou estao dentro do fato?

Teté disse...

Mas alguém vai aderir a este acordo, que anda para ser aprovado há 17 anos??? O que já se assimilou, como desumano e desabitar, que faz sentido na evoluções própria da língua, já todos usam no dia a dia. Tudo o resto, não há decreto que mude!

El Salib disse...

O Pai Natal deve andar a fumar umas cenas que fazem rir...
E não convida ninguém (begueiro)

Fernando Pessoa disse...

nina,

acredito nas pessoas, o que torna as coisas bem mais simples. e depois o problema é que as pessoas deixaram de acreditar umas nas outras e, dessa forma torna-se mais difícil serem felizes.

salib,

esse gajo é um egoista!