quarta-feira, 5 de março de 2008

12 palavras em jogo

[783]
lancei os dados.
.
a minha mãe e o meu pai, entreolharam-se. nunca sabiam bem do que eu seria capaz.
(o que eles não sabiam mesmo era que eu tinha nova mulher, mais que isso, eu estava perdido de amor)
.
vou viajar para nova iorque, aliviar-me desta doença, desta neurose.
(o que eles não sabiam é que uma boa noite de sexo, já redimira os meus pecados, o meu calor impaciente, do corpo que se me esgotava a cada dia)
estou de paixão arrumada na mala. vou partir e ver o céu azul da américa.
podemos pelo menos saber quem é essa pessoa?
sim. a escrita é a minha nova paixão. e é lá que vou casar. empire state building. eu escrevo.
.
.
o desafio da tété (sempre simpática) está cumprido. agradeço o convite e chamo a atenção dos meninos e meninas seguintes, ângela (luz acesa), gustavo (escrita casual), dr. etecétera e joana fernandes (fontes do ídolo), pedro morgado (avenida central), ponto gi (ponto gi) e butterfly e ladybird (been there done that), e os meus companheiros a escreverem um texto com as 12 palavras que mais gostam.

5 comentários:

El Salib disse...

Convidas a butterfly e não convidas a ladybird? Olha que elas ainda ficam chateadas...

Teté disse...

Continua a escrever... sempre! :)

Suponho que nem precisas de grande motivação, mas, por mim, vou continuar a desafiar-te em tudo o que sejam palavras e respectivos jogos... certo?

Fernando Pessoa disse...

não foi por mal. o problema disto é que escrevo ás vezes rápido, nos intervalos, e depois acontecem destas coisas.

mas estarei eu perdoado?

O Poeta Morto disse...

falta-te uma palavra. vinho!

butterfly disse...

caro FP, deasfio aceite! :)

caro el salib...eu e a ladybird já nos chateamos com mta coisa sem importância por isso esta seria apenas mais uma..o q não foi, de todo, o caso! :)