quinta-feira, 6 de março de 2008

a segunda oportunidade

[784]
.
o grande escritor americano, da escrita que agradou às massas, a mim pouco me alterou. eu tenho uma opinião pouco favorável. ou eu criei a expectativas muito altas, ou então, sou eu que me tornei demasiado exigente.

nesta obra, o livro das ilusões (***) onde mais uma vez há uma história tipicamente urbana e americana, torna-se um pouco fastidiosa a leitura, mormente o enredo seja muitas vezes mirabolante, as passagens e os pormenores onde o escritor se detém, não fazem o meu género.

a segunda oportunidade, depois de a noite do oráculo, foi um elixir mais para o seu final, quando o autor resume dentro livro, a estória do filme que tivemos oportunidade de assistir há pouco tempo em portugal. the inner life of martin frost está plasmado na parte final do livro. e assim foi com algum sabor a cereja que terminei a obra. deixo portanto aberta a possibilidade de uma terceira oportunidade.

2 comentários:

RuiMaga disse...

Vi o "inner life of martin frost" e foi um suplício ver aquilo até ao fim... um tédio total!..

Don Delillo, escritor norte-americano que merece ser lido. Cosmopolis, nome de um grande livro para quem goste de reflectir sobre a sociedade moderna globalizada e capitalista.

inner life of martin frost... meu deus...que enfado aborrecidamente enfadonho... meu deus...

Fernando Pessoa disse...

camarada companheiro,

eu não ficou com tão má imagem do filme, embora me parecesse que o facto dele não ser realizador foi um handicap enorme. o argumento em si é muito bom.

don delillo, cosmopolis - está registado :)

mas o próximo americano (seunda oportunidade depois de todo-o-mundo) é o senhor philip roth :)