terça-feira, 8 de abril de 2008

os meandros da derrota

[869]

todos sabemos que o corpo tem 70 % de água. eu sempre desconfiei que os outros 30 % seriam orgulho.
.
"O amor não é uma democracia. Se o amor fosse uma democracia, um homem que perdesse uma mulher diria, como nas noites eleitorais: «Acabo de telefonar ao meu adversário, congratulando-o pela sua vitória e desejando-lhe as maiores felicidades». E que eu saiba ninguém faz isso."
.
pedro mexia [estado civil]

5 comentários:

O Poeta Morto disse...

composição de um camurcina: 70% água, 5%"palanalto", 5%cerveja, 5%beleza, 5%simpatia, 5%inteligência, 5%charme, tudo em forma quimica... alguns têm mais 5& de stress e outros de boga ou parvoice conforme os dias (eu incluido)

Anónimo disse...

Talvez porque perder uma mulher não seja uma derrota, ou mesmo uma vitória para ela...é só mais um ciclo que se fecha.

S. disse...

"afinal o que interessa não é o modo como se ama

mas conhecer bons restaurantes e ser bom na cama"

Pedro Mexia ;)

PontoGi disse...

sábias palavras anónimo!
recorrendo a um lugar comum: "no amor não há vencedores, nem vencidos"
.-)

Fernando Pessoa disse...

eu concordo com quase tudo. ser bom na cama e conhecer restaurantes é muito importante, mas também o modo como se ama.

e claro, é importante que não se pense que a relação é um jogo. conheci um gajo que disse que traíu a namorada só para o dia em que isso acontecesse ao contrário ele poder dizer que já o tinha feito há muito...

e as mulheres que não se relaccionam só porque acham que os homens são todos iguais e que podem sair a perder...

(este blog está a transformar-se num verdadeiro serviço público)