sexta-feira, 18 de abril de 2008

se o tempo é a medida que sobra do que nunca poderíamos saber [3]

[910]

consigo à distância identificar o que me fez começar a escrever prosa, e mais tarde poesia.
.
de facto a minha vida sem mulheres cabia num post assim, pequeno.

6 comentários:

Anónimo disse...

há alguma ligação entre o post 908 e o 910?

Fernando Pessoa disse...

nenhuma. só parvoice.

Fernando Pessoa disse...

há uma lição talvez. porque inventaram os blogs para dar espaço aos loucos?

Anónimo disse...

referia-me a ligação entre o post 909 e 910. Perdoe-me o lapso...

Fernando Pessoa disse...

podm ter ligação embora tenham surgido separadamente. eu é que Às vezes dou a volta aos pensamentos de maneira a que se encaixem bem nos temas e que soem a ditados populares. as grandes frases são sempre pequenas. eu um dia ainda vou conseguir :)

Zé Baptista disse...

Eu lembro-me de uma grande frase tua, aqui há uns anos no Gerês, numa noite de grande Camurcina.

Pouca trêta, amanhã falamos!