sexta-feira, 23 de maio de 2008

Ele está de volta.

Apagam-se as luzes, sussurra a secção de metais em crescendo (Bam, pararará, Bam, pararará...) o logótipo da Paramount Pictures aparece esbatendo-se magicamente na primeira cena de celulóide. E eis que ele aparece, com um ar mais vetusto (embora graciosamente assumido). Com o mesmo chapéu de feltro, o casaco de cabedal fustigado pelos grãos de areia mais longinquos e brandindo um chicote que se estende majestosamente no ar até estalar nervosamente no nosso imaginário colectivo:

(vvvvuuuuuuuuuuuuuoooooooooossssssssssssssssssssssshhhhhhhhhhhhhppppáááááááá)







Ele está de volta! (a sua presença é inefável mas nunca nos abandonou)



P.S. Amanhã escrevo a crítica ao filme.

2 comentários:

Zé Baptista disse...

E eu aqui tão longe... Vou ter de esperar!

Onun Ras Al Gull disse...

não chores meu meneino!

Sabes que aqui, na civilização, as coisas já mudaram imenso, por exemplo, já usamos levitadores gravitacionais, já nos podemos teleportar, já substituimos as televisões de alta definição por hologramas. No entanto, a única coisa que não mudou é o facto de algumas pessoas ainda te chamarem "Imprensa" ou "Indústria", mas é fófinho na mesma.

Vais ter que te habituar ao choque civilizacional, prepara-te. Grande abraço!

KKK forever!