domingo, 9 de novembro de 2008

ponha aqui o seu pezinho [9]

[1326]

fim de tarde ameno no funchal. dali via o sobe e desce do teleférico, uns subindo excitados, outros descendo cansados. todos olhando-me como espécimen autóctone. julgo que somos sempre estrangeiros numa terra estranha. aqui - e por sinal nunca me sinto assim tão rapidamente - esvazio o tédio. consigo desligar os motores do cérebro, lançar âncora na memória, e entrar terra adentro num desconhecido aprazível. sou desta terra desde hora em que aterrei.
.
solto bafaradas inócuas (a curto prazo). desdenho as horas como se nada mais importante existisse naquele momento. vou sorrindo descontraído. vejo os turistas admirados por estar de calções, estirado numa cadeira que me vai embalando, e retribuo os sorrisos. a comunhão com as gentes da terra é para estes forasteiros uma experiência necessária, uma contribuição para a sociologia do mundo e das nações, uma espécie de mestiçagem cultural. sorrio mais uma vez, porque eles não sabem que eu sou como eles um estrangeiro.
.
sou um bom visitante. fecho os olhos amiúde, ao ritmo que uma ou outra núvem trespassa o céu, retendo a força do sol. enumero as vezes que oiço os gritos de vizinhos, nas estreitas ruas da parte velha da cidade. é a minha vez de aprender com eles, levar comigo traços da língua, expressões forçadas pelo tempo, risos e desgraças apalavradas entre madeirenses. vale que daqui não me vêem.
.
.
bafarada de novo.
corto com o mundo e fecho os olhos e oiço um apito de partido de um navio atracado. é a hora de sair e percorrer as ruas. cilindrar esta ignorância que já aflige. descer com outra roupa e outros olhos. os de ver.

6 comentários:

Teté disse...

Quando lá puser o meu pezinho, logo te digo se me ambientei assim tão bem... :)

Mas acho importante conhecer um pouco das próprias vivências locais, que aqui no "continente" variam bastante, mesmo que apenas a 15 ou 30 km!

Boas fotos, também, as dos posts anteriores! :D

S. disse...

Fim de tarde sem tempo e esse desejo de pertencer aos lugares que nos agradam desde o 1º momento...

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

teté,

é muito fácil. o tempo é bom, o clima agradável e convida ao passeio e ao descanso.

s.,

o tempo para ti é como para o MEC, "muito caro, um bem preciosíssimo". tem outro sabor aproveitá-lo quandop é escasso.

bjs para as meninas.

S. disse...

Carissímo, mesmo!! Desde que achei que ser mestra era o próximo passo da minha carreira académica que perdi os serões a ler este e outros blogs...enfim, tudo tem um preço :)

Bjo*

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

o que que eu queria realmente salientar, é que sinto enorme prazer pela tua atenção e pelo tempo precioso que perdes com o nosso blog.

bj

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

até tenho medo de pensar nesse próximo passo :-) foi quase este ano que me lancei nessa aventura do mestrado. mas para o próximo não escapa.