sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

já dormia

[654]

e até as flores do jardim, mudam de côr ao ver-te assim

eu já não posso mais esconder
esta ansiedade de te ver

Quem és tu miúda?


porque, apenas e só, não consigo dormir. mas este blog tornou-se definitivamente a companhia das horas vagas.

10 comentários:

nina disse...

pois estão a dizer que ninguém diz nada..eu até queria dizer mas não há nada novo pra comentar...pena hoje tinha tanto tempo..

O Poeta Morto disse...

o gajo dos poemas anda fora, está no estrangeiro... Os que ficaram não dizem nada de jeito.

nina disse...

então também nao és poeta??
morto..mas poeta!
nao precisa de ser poesia, podias por qq coisa sobre o nosso animado carnaval! com as moças a dançar samba cheias de frio..

O Poeta Morto disse...

entao cá vai.
sobre o carnaval...
Abaixo as importações rascas das tradições de treta do brasil.
Pelos valores e tradições nacionais. quem quer sambar que vá para o rio de janeiro.
"biba" todos os carnavais nacionais com história, de influencias pagãs, o verdadeiro carnaval.

Fernando Pessoa disse...

Meus amigos, oredem na casa...voltamos todos das viagens e agora começa de novo a festa da postagem...

tenho a certeza que todos teremos muito a escrever e a comentar.

Fernando Pessoa disse...

e o carnaval, ui o carnaval esse é sempre uma festa com muita história para contar... só mesmo voltando a portugal é que eu teria uma festa assim..

;)

Andy disse...

Queres falar ??

Fernando Pessoa disse...

eu querer queria, mas sou um pouco fraco...

mas a pergunta mantêm-se parecida..

"onde andavas tu miúda?" ;)

Pai Natal disse...

Guimarães???!!

Fernando Pessoa disse...

tens razao pai-natal...isso deve ser considerado espanha ;)