segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

palavras simples que me confortam

[738]

valter hugo mãe [casa de osso], ontem em entrevista ao JN, disse uma série de frases que confirmam a pessoa simples e concreta que ele é.
.
"[...] sou um deslumbrado por pessoas e não podia deixar de deslumbrar-me por quem parece andar palmos acima dos outros mortais. [...]"
.
" [...] gosto de ser desafiado, se houver no desafio um sonho honesto.[...]"
.
" [...] estou vivo. ainda não tive o grande fiasco da minha vida, acredite. há sempre a possibilidade de falhar melhor. até lá vou indo muito bem. [...]"
.
" [...] quando estou muito zangado, não tenho fé e digo coisas muito feias. [...] "
.
" [...] adorava acreditar que salvo alguém mais. gosto das pessoas. quero que elas sejam felizes, com fé ou sem fé. [...] "
.
não sei como ele faz. mas eu gostava de dizer assim umas coisas desconcertantes.

4 comentários:

PontoGi disse...

Podem não ter tanta intensidade, mas as tuas "coisas" também são desconcertantes!

Fernando Pessoa disse...

obrigado.

Teté disse...

Gostei das frases. Uma mistura de singeleza e inocência, mas intensas...

Muito engraçadas, mas descansa que tu também não te sais mal! :)

Fernando Pessoa disse...

sim. mas até eu chegar a um prémio saramago (que não é o meu objectivo) vai uma grande distância :)