sexta-feira, 7 de março de 2008

3 mulheres e outras tantas histórias

[790]

1
.
nada como uma boa paixão. no filme forrest gump, o actor corre uma vida inteira atrás de uma mulher. empiedosa. de espírito livre. incensurável por isso. um espírito livre necessita de liberdade. ora o problema é que o rapaz, como o sísifo, sobe a pirâmide todos os dias com uma pedra e ela rola pedra abaixo no memento em que pensa atingido o topo.
.
resultado: a mulher volta para ele ao fim de duas dezenas de anos.
problema: embora acredite que isto é possível, o mais certo era ele ter subido a uma pirâmide onde a pedra não rolaria.
.
2
.
ao que parece tive um tio-avô (a minha mãe diz que eu o conheci, mas deve ter sido há tanto tempo que nem me lembro) que em tempos namorou uma mulher. teve um filho dela e depois separou-se. segundo a minha mãe o homem era um galã. conheceu as mulheres mais bonitas da terra e arredores. a mulher a quem ele tinha feito o filho nunca mais se apaixonou de novo. esperou por ele. anos a fio. ele depois casou com outra mulher.
.
resultado: a mulher nunca mais quis saber de nenhum homem. mas ele nunca voltou para ela. o certo é que mesmo depois da morte do meu tio-avô, ela continua a dizer à minha mãe quando a encontra na rua, que o tio era o homem da vida dela.
problema: a mulher podia ter vivido a vida dela com outro homem, merecedor daquela dedicação (que teria o homem, caraças?)
.
3
.
conheci uma solteira, com mais de sessenta anos. razões profissionais. a mulher foi em tempos (segundo me disse um vizinho) a mulher mais bonita da terra. não havia homem que não a quisesse (incluindo o vizinho que ia dizendo isto em frente da esposa dele). ora, a opção dela foi ficar solteira e rica (meu deus do céu, e viajar? conhecer o mundo e desencantar numa cidade qualquer o homem da vida dela?)
.
resultado: hoje ainda é solteira e rica.
problema: o sobrinho, que não faz quase nada da vida vai herdar tudo, o malandro, que anda num bom carro e goza o que a tia nunca gozou.
.
dedicado ao dia das mulheres. por todo o respeito que me merecem. e aos caminhos estranhos e desencontrados do amor na vida das pessoas.
.
p.s. isto não significa que tenha mudado de ideias em relação aos três actos anteriores. é só uma nota de reconhecimento da importância das mulheres. mesmo que abomine o facto de elas comemorarem isto como se fosse o dia da redenção.

8 comentários:

O Poeta Morto disse...

muito, muito, muito, muito, muito bom!

até tenho medo de estar em frente a este tipo... ele lê-nos o pensamento e poe-no em palavras.

Há muitas futuras tias solteiras ricas por aí. umas porque nao têm ou nao tiveram o prazer de nos conhecer e outras, que nos conhecem e que futuramente vão-se arrepender de nao nos terem "pegado" quando poderam

Fernando Pessoa disse...

o que eu achei mais piada foi ao vizinho a falar da tia solteirona, em frente á mulher dele. o homem era o máximo. passado um mês o meu colega foi lá para lhe comprar o terreno e o gajo tinha levado com um autocarro em cima (desculpem a inconfidÊncia) mas será que foi castigado por ter falado daquela maneira?

caminhoparavida disse...

:-).. Nada do que ser uma mulher a falar de nós mulheres ;-).

Claro que o motor da nossa sociedade merece ter um GD dia para comemorar... As mulheres merecem, não acham?! Somos especiais em tudo: capacidade de organizar, trabalhar, ser mãe, cozinhar, comprar e aind chegar ao fim do dia e dizer: "Amor, que bom que existes :-)!" Não me espanta que os homens nos considerem tão especiais, é porque somos mesmo especiais, não é verdade ;-)?

O Poeta Morto disse...

é

caminhoparavida disse...

:-)

PontoGi disse...

Merecemos, claro.

Anónimo disse...

Só fazermos tudo isso e ainda por cima, consentidamente vos aturarmos, sim, merecemos...lol!
Pena precisarmos todos do sexo oposto para o nosso equilíbrio, e isso depender tanto das oportunidades e das opções, induzidas ou não.

Anónimo disse...

Private Amateure

Teen Sex Anal

Cam Girls