terça-feira, 16 de setembro de 2008

intróito [2]

[1216]

se escrever sobre a realidade fosse fácil, todos poderiam reescrever o passado.
.
até poderia reescrever sobre o fim de tarde na praia, insuportável com o vento forte, a areia a bater na pele, o sol que não aquecia, o mar ao longe levado pela maré baixa, os meus olhos que poderiam dizer ver os teus nessa praia, a tua mão que sem querer me tocou ao arrastar as toalhas para nos protegermos da intempérie, um barco pequeno ao longe que passeia sem os problemas dos que ficam em terra, a minha mão a tentar voltar encontrar a tua, pela força do acaso, os meus olhos e os teus, esta praia de novo a fugir do mar, e nós sem termos pedido licença a ninguém, juntos.
.
se escrever sobre a realidade fosse fácil, todos poderiam reescrever o passado. inclusive eu.

4 comentários:

Anónimo disse...

escreve o que te vai no coração...seja isso sobre o passado, sobre a realidade ou mesmo ficção! deixa os sentimentos guiarem as palavras.

se conseguires fazer isso, terás um belo texto!

Anónimo disse...

ah! usa veneza como inspiração ;)

Fernando Pessoa disse...

é isso que faço. faço-o por não ter intenção nenhuma com os textos, muito menos que sejam elogiados. escrevo às vezes com intenção de enviar alguma mensagem, e para isso

Fernando Pessoa disse...

...e para isso, convém que seja com sentimento...

veneza é um bom motivo de inspiração.