terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Energúmenos

18h - Trofa - Café junto ao estádio do clube local - Ambiente: tranquilo, descontraído.
Esperava-se pela hora do jogo entre o Braga e o Trofense, aconchegava-se o estômago, assistindo pacatamente ao Guimarães-Leixões, partilhando o fim de tarde com alguns adeptos do Trofense e do Braga, repórteres da Sport TV, empresário de futebol e os simpáticos proprietários do estabelecimento. Tudo tranquilo!
18:15h - Chegou o comboio com centenas de adeptos do Braga.
18:30h - Acabou a tranquilidade do café, depressa encheu.
Não durou cinco minutos o ambiente, confuso é certo, mas alegre, com cânticos e palavras de incentivo ao Braga, algumas delas tão desconcertantes que provocavam o riso aos repórteres televisivos, mesmo estando por certo habituados a idênticos ambientes.
18:35h - Não faço ideia como tudo começou....
Olhava atentamente para a televisão, enquanto atrás de mim os cânticos se transformavam em gritos. Era a confusão total: dois adeptos do Braga, supostamente da claque dos Red Boys, agrediam o proprietário do café. Voavam chávenas, garrafas, cadeiras. Caíam inocentes, enquanto tentavam fugir, crianças e idosos, derrubando mesas e cadeiras. A porta do café, tamanha era a confusão, encravou por segundos, voltando abrir-se sairam também os gritos de duas crianças que assistiam ao desespero da mãe (proprietária do café) e ao linchamento do pai.
18:35h... mais uns quantos minutos (havia perdido a noção do tempo) - Chegou a GNR, os agressores já tinham dispersado, um militar dirigiu-se a mim e perguntou-me se estava bem - estou, respondi-lhe - mas não estava. Tudo se tinha passado perto de mais para que não estivesse chocado, revoltado, agoniado e com nojo daquelas bestas que se dizem gente...

15 comentários:

O Poeta Morto disse...

tanta bomba de napalm desperdiçada no vietnam...

Teté disse...

Credo! Essas máfias das claques deviam ser encarceradas na prisão e a chave deitada fora. Quaisquer que elas sejam, note-se!

Malditos bandalhos, que lixam a vida a quem anda a trabalhar e a todos aqueles que apenas gostam de se divertir a ver um desafio de futebol.

RSM disse...

Bem verdade Teté.

Esta deslocação à Trofa, tornou-se num pesadelo.

Não apreciei desafio de futebol nenhum, aquelas imagens eram nítidas demais para me concentrar na partida.

Cecília disse...

Mau, muito mau mesmo! E triste...

Anónimo disse...

Se fosse a claque da juveleo já não lhes chamarias animais, pois não RSM?

Anónimo disse...

Não foste tu que escreveste o texto pois não? Foi o corrector ortográfico do Word não foi? Vá, podes dizer, não precisas de ter vergonha petizzzzz.....

Agora a sério, giro giro, era pegar nas claques TODAS e juntá-las num estádio, depois vinha o tal Napalm a cobri-los que nem Apocalypse Now, para ficar aquele cheirinho no ar ....

E perguntas tu "Será este o infame anónimo que me atormenta a bilh....o cérebro?". Talvez, quem sabe?

Anónimo disse...

De anónimo para outro: Se te metessem lá no meio tambem não era mal feito.

RSM disse...

Há bestas em tudo quanto é sitio...

Não fui eu que escrevi o texto, nem o corrector ortográfico do word, foi o menino jesus... foi uma prenda de natal antecipada.

Anónimo disse...

anda por aí um camurcina que faz questão de mostrar o cartão de socio do braga mas festeja os golos de um outro clube que por sinal jogou contra o setubal neste fim de semana e marcou 3 golos. nao vou referir o clube :) eu disse que te ia "chibar" ó camurcina :)

Indústria disse...

Eu sou bracarense e sinto-me envergonhado sempre que este tipo de coisas acontecem.

As direcções dos clubes deviam repensar o apoio às claques. Têm bilhetes e viagens a preços especiais, quando o mais comum dos sócios normalmente é chulado à força toda... para quê?

Para passar esta imagem do clube e da cidade!

Puta que os pariu.

Anónimo disse...

isso é de ursos... um homem nao merece ser assim atacado!! esta historia nao vai ficar assim...

:)

El Salib disse...

Eu acho que devíamos marcar um jantar e embebedarmo-nos todos em protesto contra as claques!

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

eu apoio (até porque deves uma garrafa :-)

Companhia das Camurcinas disse...

outra vez... mas pronto se tiver msmo de ser, podes conta comigo!!

:)

Anónimo disse...

Que sorte...

Foste testemunha in loco, in situ, de um corpo da Guarda Pretoriana dos dirigentes desportivos deste pardieiro em acção!!