segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

a midnight valium for a good night sleep * [10]

[1456]

resumindo, e terminando de dissertar sobre o que não conheço, deixo-vos duas vias concisas. algo de lacónico para evitar dúvidas aos rapazes mais desprevenidos. são os caminhos da paixão. rapazes não desesperem, um dia conseguimos sintetizar as mulheres.
.
1 - as mulheres amam desmedidamente
.
nesses casos o relacionamento é fácil, porque estão perdidas de amor. nem conseguem perceber se o homem tem as qualidades que elas apreciam, de tão cegas que as tornaram o desejo. um dia acordam com o estranho na cama e não percebem como foram capazes. perderam uma boa oportunidade. havia um homem que estava ao lado delas e só nesse dia perceberam o erro.
.
2 - as mulheres não te deixam passar a linha
.
nestes casos elas estão de pé atrás com tanta veemência que não dão a possibilidade ao homem certo de se aproximar, desconfiam da esmola porque é grande. o mais certo é acordarem um dia e o homem já lá não está. e só nesse dia perceberam o erro.
.
não há muita variante na conquista. só há mais uma. a que corre bem.
.
.
* sutítulo do blog [vontade indómita]

18 comentários:

Lizard King disse...

"...um dia acordam com o estranho na cama e não percebem como foram capazes."

Continuo "agarrada" à minha teoria das realidades. Não é um estranho que está naquela cama, é a mesma pessoa que passou por um processo evolutivo como eu, a evolução pode é não ter sido paralela e aí já não se enquadram os seres, o idilico já passou, mas as pessoas são as mesmas apenas melhoradas e revistas.

As mulheres que não deixam passar a linha, sempre as vi como controladoras, como sem confiança "não vá o Diabo tecê-las"...para mim são mulheres fracas (peço perdão pelo termo mas não me ocorreu outro), que julgam os outros por si e projecta-no nas relações. Respeito-as e já estive mais longe de achar que não tem razão (a sua razão)...tenho de pensar mais sobre isto...neste momento não me enquadro em nenhum estereotipo desses (nem de outros)...estou egoista...ehehehhe

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

isto não é uma ciência exacta. eu quero despertar consciências. e também nunca sei usar os bons conselhos para mim próprio...

é o que eu chamo de meio termo, bom senso, e ponderação.

egoísta é um vinho bom :)

Me disse...

e se aquelas que não deixam passar a tal linha sabem que o homem que têm ao lado não é o "certo" (e daí não deixarem passar a linha...)?
tenho para mim que todas são as primeiras, mesmo que passem pelo estado das segundas até terem o que precisam e querem, até poderem amar desalmadamente quem querem e, se tudo correr bem, quem merece.
Já estou como Lizard King... agora tenho de pensar melhor no assunto. Bolas.

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

já não há feministas :) quem disse que a culpa de elas estarem atrás não é dos homens que as trataram mal?

vocês não defendem a classe :p

e todas as coisas têm o seu tempo...quando tinhamos 18 anos era de cabeça, com perto de 30 as coisas têm de ter ios seus timings. embora haja excepções...

Lizard King disse...

Qual classe??? Ninguém precisa de defesa...as mulheres vão continuar a ser o que são e os homens idem, porque no dia em que assim não for perde a piada e acaba-se a matéria prima para a escrita....eheheheh...
Não aceito fundamentalismos, nem sequer o das feministas, há coisas que continuo a achar que os homens sabem fazer melhor (?!?) logo, basta um de nós saber fazer :P

Me disse...

ai!
ser feminista não é atacar os homens.
Não responsabilizo os homens que me fizeram mal por aquilo que me permito ou não fazer com outros... Cada coisa tem a importância que lhe damos.
Se tanto, aprendi foi mais sobre mim. Como reagi quando me fizeram mal? Como reagi quando me fizeram bem? Aprendo é isso e levo isso comigo para o futuro. Ninguém é igual para todas as pessoas... As relações que tive foram contextuais àquelas pessoas. Vindo outra pessoa, tudo se altera. Tudo se adaptada.
Um grito de uma pessoa pode ser uma ofensa... de outra, um desabafo.
Não vejo tudo tão linearmente.
Concordo com a coisa dos timings... Perto dos trinta o caso muda de figura. Não porque nos apressamos... se tanto, ganhamos é mais paciência. Ficamos com o olhar mais clínico. Penso eu de que...
E não, já não há feministas como antigamente. Graças aos santinhos.
:)

K disse...

SG, ser feminista não é o contrário de ser machista, 'tá?!
Conquanto em termos semânticos assim pareça, e daí que não goste da palavra, o feminismo têm a ver com a igualdade de direitos (e deveres) entre géneros sexuais e não a defesa de classes. bah!

Aconselho-te "O Segundo Sexo" da Simone de Beauvoir que eu comecei a ler e que não acabei porque afinal um tratado de sociologia não é pêra doce...

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

voc~es as três têm opiniões identicas, porque no fundo são pessoas inteligentes, que vêm ler um blog agradável e simpático, vai daí agradeço a vossas palavras com que concordo.

o feminismo não é andar a encornar os namorados só porque os homens um dia fizeram isso vezes sem conta. nem está nas cotas do parlamento. está na educação que vocês têm de dar aos homens, porque também são responsáveis pelo que se passará no futuro. a informação genética vai passando de geração em geração e vocês não serão impunes se as coisas não mudam.

quanto à Simone de Beauvoir, espero ler, mas não queria entrar muito na filosofia nesta fase, porque sei que depois não há ponto de retorno. e ela como existencialista (preconizava na prática as suas ideias filosóficas, dado ter uma relação com sartre muito aberta)não defende propriamente o que eu penso estar correcto. mas admito poder um dia mudar.

(não gosto do sartre porque ele dizia que o camus era um logro como existencialista, mas eu gostei d' "o estrangeiro", e sou um gajo de ideias muito arreigadas)

beijinhos

K disse...

Informação genética?! What da fuck?

E querido, não venhas ensinar a missa ao vigário que eu sempre digo que as maiores culpadas do machismo continuar a existir é das mulheres!!

Quanto à Simone, eu referia-me à ideia que ela transmite de igualdade, e não ao estilo de vida dela. Conquanto admire quem tenha coragem de ter uma relação aberta. Não o conseguiria fazer, mas admiro porque há sinceridade e honestidade. Sartre ainda não li...

Me disse...

SG.,
Boa mike
:)

Raquel Sousa disse...

"O Segundo Sexo" n é pêra doce não...ainda estou a lê-lo e Simone de Beauvoir foi uma "senhora"

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

olá raquel,

grande senhora porque era existencilista, filósofa ou independente?

beijinho

K disse...

Eu diria porque teve tomates!!!

Anónimo disse...

ui, muitos!

K disse...

É...parece que teve uns quantos. A piada mesma é os dela, apesar de no sentido figurado, terem sido provavelmente muito mais tomates na sua essência do que aqueles que lhe passaram eventualmente pelas mãos.

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

esta mulher é corrosiva. não a simone, mas antes a k.

K disse...

Obrigada. Há muito que não me faziam tamanho elogio. Contudo parece que a Simone ainda o era mais que eu.

Raquel Sousa disse...

S.G, por isso e por muitas outras coisas..acho os livros dela mais um desafio do que propriamente saber até que ponto o pensamento dela é correcto ou não..

"porque teve tomates" diz tudo!

*