sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

o trigo do joio

[1449]

sempre treparam pela corda da tua beleza
arrombando a entrada da tua morada
por uma das tuas janelas mais incautas e desguarnecidas.
.
nunca tiveram a humildade de bater na tua porta principal
e esperar que a abrisses.
.

15 comentários:

K disse...

Credo! Senti-me assim!

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

:-)

tristes são os caminhos da poesia que nos revelam a verdade. mas não é a fatalidade. estas palavras foram duras mas funionavam assim.

K disse...

Tristes? Não...

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

então porque te sentistes assim?

K disse...

Bem, vamos lá por partes. É triste e não. É triste na parte que por vezes não me sinto valorizada pelos outros. É bonito e gratificante porque sei o meu valor. Simples, não? ;]

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

não és valorizada na beleza, ou no que não se vê?

K disse...

Penso que é óbvio que é o que não se vê...

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

está frio
estou lento
e gosto de pensar que em ti nada é óbvio

:p

K disse...

Ahahahahahahahahahahah! Estás lento ou és lento? ;p

Já temos alguma coisa em comum: eu também gosto de pensar que nada em mim é óbvio ;]

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

tamos com boa disposição :) bom sinal, se não tivesse bebido tanto ontem convidava-te para um copo :p

sou e estou lento tantas vezes que penso que alguém entra em mim à sucapa e se apodera dos meus dedos para escrever estas coisas :p

K disse...

Estamos muito bem dispostas. Tão bem dispostas que até irrita. Sim, porque tudo que sobre muito alto terá que obrigatoriamente descer. É a vida, e é mesmo assim. Por isso só nos resta aproveitar ao máximo os momentos altos. Apesar disso não sei se me atrevo a sair à rua com este frio!

Isso não é sodomia?! ahahahahahaha

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

temos algumas coisas em comum. eu também já sei que tenho de aproveitar esses momentos, porque depois vem a depré, e o marasmo, e o raio que parta esta vida, é mesmo assim.

ontem foi um deus me livre, quando saímos do tasco até ouvia os ligamentos cruzados dos joelhos a estalar.

K disse...

Não tem que vir obrigatoriamente uma depré (ai que expressão tão gaja!) ou o marasmo. Às vezes simplesmente não se fica tão up mas não se está propriamente down. É assim uma coisa que nem é carne nem é peixe. É mais uma merda. ahahahahah (esquece que eu hoje não estou boa!)

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

as minhas flutuações humorísticas andam nessa de carrosel. up and down. menos um bocadinho este ano, porque me decidi a melhorar aslgumas coisas. e elas por incrível que pareça estão mesmo a melhorar...


:p

estás boa, estás. estás óptima, enjoy it.

K disse...

Grazie!